A HORA DO LOBISOMEM, STEPHEN KING, A BIBLIOTECA STEPHEN KING, EDITORA SUMA DE LETRAS

#AHORADELAÉAGORA, #OLUGARDELAÉAQUI, #AHORADOLOBISOMEM, #STEPHENKING, #EDITORASUMADELETRAS

Nota: 5 de 5


Resenha Skoob:

O primeiro grito veio de um trabalhador da ferrovia isolado pela neve, enquanto as presas do monstro dilaceravam sua garganta. No mês seguinte, um grito de êxtase e agonia vem de uma mulher atacada no próprio quarto. Agora,a cada vez que a lua cheia brilha sobre a cidade de Tarker’sMill, surgem novas cenas de terror inimaginável. Quem será o próximo? Quando a lua cresce no céu,um terror paralisante toma os moradores da cidade. Uivos quase humanos ecoam no vento. E por todo lado as pegadas de um monstro cuja fome nunca é saciada. Um clássico de Stephen King,com as ilustrações originais de Bernie Wrightson.


------------------------------------------Minhas Impressões


Sou fã de carteirinha do King e nunca li um livro dele que tenha me desapontado. É fato que nem sempre as histórias agradam a todos, já que alguns não gostam do nível de detalhamento que ele dá, outros do espaço entre uma situação e o esclarecimento da mesma e etc. Esse livro em particular tem alguns pontos que me deixaram apaixonadas. A versão que li é a da coleção: A Biblioteca Stephen King, da editora Suma de Letras. Nem preciso dizer que o trabalho que fizeram na capa foi DIVO, né? Como coleciono livros da Darkside Books, esse é um item que me faz comprar uma edição (sim, julgo livros pela capa).

Os capítulos são divididos por mês, o que torna a escrita extremamente interessante em relação a leitura. Cada mês possui, ou não (pois há um mês em que a criatura dá uma pausa nos ataques) um assassinato. Esses casos são extremamente detalhados e, conforme a leitura flui, você passa a criar centenas de teorias a cerca de quem é o homem que se transforma.

A investigação acerca desse caso te deixa com o gostinho de "vou ler só mais um capítulo e paro, juro!".


Para finalizar, vou deixar um trecho para vocês do mês de fevereiro:


"Ela se levanta, convencida de que está sonhando, porque tem um homem agachado lá fora, um homem que ela conhece, um homem por quem ela passa na rua quase todos os dias. É...

(o amor, o amor está chegando, o amor chegou)

Mas, quando os dedos gorduchos tocam no caixilho frio da janela, ela vê que não é um homem; há um animal lá fora, um lobo enorme e peludo, as patas da frente apoiadas no parapeito, as de trás encolhidas na neve que se acumula naquele lado da casa, aqui, nos arredores da cidade."

Leia e me conte o que achou!!! Beijos da Lua!

14 visualizações