A Redenção de Alexander Seaton, Shona MacLean, Editora Record

Atualizado: 21 de Ago de 2019

#aredençãodealexanderseaton #shonamaclean #editorarecord #amoler #leitura #livros #lidos #tbr #amoleitura #books #read #reading #livropolicial #policial #época



SINOPSE


Escócia, 1620. O jovem Patrick Davidson vaga cambaleante pelas ruas de sua pequena cidade. As únicas testemunhas de seus passos são duas prostitutas e Alexander Seaton, um aspirante a ministro da Igreja da Escócia que nunca chegou a exercer o cargo. Quando, no dia seguinte, Davidson aparece morto envenenado na mesa de trabalho de Seaton, esse homem atormentado por seu passado toma para si a missão de descobrir o que aconteceu. Sua investigação o levará a uma jornada de redenção, não apenas por não ter salvado Davidson naquela fatídica noite, mas também para purgar erros muito mais antigos.



Ano: 2012 / Páginas: 322 -- Idioma: português -- Editora: Record -- ISBN-13: 9788501083593 -- ISBN-10: 8501083593

O livro começa com a cena de duas prostitutas do burgo roubando um homem aparentemente bêbado e incapaz de responder por si. Durante o roubo, Mary e Janet Dawson percebem que o homem, na verdade, estava morrendo envenenado.

Ao perceberem que uma figura conhecida do burgo descia a rua rumo a seus aposentos, elas carregam o homem até a sala de aula desta figura e esperam o milagre de que ele seja visto a tempo de ser salvo.

Acontece que Alexander Seaton dormiu profundamente e não pôde ouvir a vítima agonizando sobre a mesa da sala de aula onde trabalhava.

O Sr. Seaton, cujo a maior parte da história tem seu passado de vergonha e arrependimento escondidos, é um homem fechado, de poucos, porém verdadeiros, amigos. Graças à desgraça a qual submeteu a sua vida, o aspirante a Ministro do burgo acredita que ninguém, nem ao menos ele, deve sentir pena ou tentar ajudá-lo, pois já está condenado.


A Redenção de Alexander Seaton, Shona MacLean

É então que a morte de Patrick Davidson se torna a salvação de Seaton. Após ser encontrado na sala de aula de Seaton, com vômito seco próximo a sua boca, olhos abertos e algumas características específicas de quem morre envenenado, um conselho para resolver este crime se forma.

Patrick era sobrinho do intendente do burgo, o que tornava o crime uma afronta a maior autoridade do local.

Assim que o conselho começa a discutir o que pode ter acontecido, Seaton e seu amigo médico, James Jaffray descobrem que Charles Thom, um jovem muito querido dos dois fora preso, acusado de assassinato passional, já que havia perdido o amor de Marion Arbuhnott para Patrick.


A história é de fato maravilhosa, com um nível de detalhamento que faz com você se sinta morando em Banff, sentindo o cheiro pútrido dos peixes, da curtição do couro, da falta de banho haha.

A autora tem o dom de manter o mistério sobre determinados pontos chaves da história, soltando-os em doses homeopáticas para que você tenha espaço de, assim como Seaton, criar teorias e entender o próximo passo do nosso protagonista. Seaton entende que Deus, a quem ele acreditou ter abandonado, mandou-lhe novamente o chamado para fazer o bem e por isso não deve desperdiçá-lo.

Até mesmo as personagens secundárias tem papéis extremamente definidos e importantes para que a história continue seu fluxo sem que milhares de pessoas passem por ela e apenas te deixem confusos.


O único motivo pelo qual não dei 5 estrelas é pelo fato de que determinados momentos são extremamente descritivos e isso não é algo com o qual eu me identifique 100%. Coloquei o eu em destaque pois para você, isso pode ser diferente, e está tudo bem!


Se você quiser fazer essa leitura, você pode adquirir o livro em: https://amzn.to/2NfFFqG


E se fizer a leitura, vem me contar o que você achou!


Beijoos

0 visualização